Vale despedir duas vezes?

PobleNou rulesA saudade é um sentimento engraçado. Você tá aqui e sente saudades de lá. Você come isso por anos e tem saudade daquela comida que só tem lá. Tá no Rio e quer tomar cava. Tá em Barcelona e sonha com um queijo minas. E a Estação Sumaré? É a coisa mais linda, que saudade.

No post passado eu me afobei tanto para explicar que eu estava satisfeita com a minha escolha de voltar e que, apesar de ser um lugar incrível, Barcelona não era o lugar que queria viver para sempre, que esqueci de agradecer e enumerar todas as coisas boas que aconteceram e todos os lugares inesquecíveis que conheci.

Para não fazer desfeita e matar a saudade, decidi fazer uma listinha de coisas imperdíveis de Barcelona, seja para um turista, um morador ou um estudante. Sinto falta de lá porque foi onde vivi por três anos sem pausas. Não voltei pro Brasil nenhuma vez durante esse período. Vivi intensamente, mergulhei de cabeça.

Atenção! Essa lista não é do hype de Barcelona. Bacelona, pra mim, não é a combinação Primavera Sound+Sónar. Zzzzzzzz. Então, lá vai:

  1. O Fuet. Eu amo embutidos, mas o fuet, acredito eu, é de outro mundo, outra categoria. É um sabor suave, delicioso mesmo duro e velho. Melhor que salaminho, penso eu.
  2. Alioli. É a maionese com alho que vai em quase tudo, da batata frita à paella. É o tipo de coisa que você fala “tô no céu!” quando come e se arrepende os 10 dias seguintes, porque você vai lembrar dela todo esse tempo.
  3. Tudo que seja do Gaudí. E de preferência em alguma época que tenha intervenções, shows de luzes, apresentações relacionadas aos lugares desenhados por ele. Pra mim, é tudo inspirador, criativo e, mesmo hoje, vanguardista.
  4. Bairros fora do circuito centro. Arquitetura decadente, fábricas abandonadas. O Poble Nou oferece tudo isso e está começando a ser descoberto pelos casais de moderninhos que querem apês maiores por preços mais módicos. A Rambla do Poblenou é umas daquelas pérolas de bairro onde tem footing de domingo. Dá pra ir mais pra into the wild ainda: Santa Coloma e Besòs pra uma experiência suburbana, Guinardó, Sarrià e Sant Gervasi para conhecer Barcelona do alto, e em diferentes estilos de vida, Pedralbes para conhecer a Barcelona dos mais endinheirados. Tem pra todos os gostos e existe vida fora do Gótico e do Eixample.
  5. A Costa Brava. Sant Pol de Mar, a uma hora de Barcelona, tem todo aquele charme do Mediterrâneo de cidadezinha de casas brancas, igrejinha, tudo inho e fofo. A partir desta cidade, é só belezura até a França.
  6. As tapas. Eu sou celíaca, não posso comer tudo e nem dizer que todas as tapas são incríveis. Mas as que posso comer, eu amo. Pulpo a la Gallega é minha tapa preferida. E frutos do mar os espanhóis sabem mesmo como cozinhar.
  7. Vinhos e cavas. Aqui me dou conta que gosto mesmo de cava, a espumante catalã. E dos vinhos espanhóis também. Delícia poder comprar coisas baratuchas no supermercado e desfrutar em um jantar, em casa, assim, sem nenhuma desculpa.
  8. A pizza do Piccolo Focone. Não provei outra, fato. Mas provei outras sem glúten aqui no Brasil e gosto mesmo é da pizza veramente italiana do Piccolo Focone, um restaurante tradicionalmente italiano, de um chef equatoriano, com dois brasileiros amigos à frente e com um cardápio com e sem glúten incrível, por um preço mais incrível ainda.
  9. Andar a pé. Perdi oito quilos quando cheguei à cidade porque me perdi pra valer. Andei tudo, tudinho. Depois ia de bicing. No finalzinho que bateu preguiça e percorria distâncias de tram, metrô ou ônibus. Mas Barcelona tem muita graça quando visitada a pé.
  10. O clima que nada tem a ver com os moderinhos e festeiros. Acho que existe uma Barcelona que não é a dos descolados nem dos baladeiros, as hordas de estrangeiros que vêm para a formatura, despedida de solteiro ou baladas e festivais. É a Barcelona das famílias, dos velhinhos que tomam sol, das crianças de patinete, dos esportistas. Na minha temporada, vivi Barcelona de dia quase que exclusivamente. Não me pergunte de dicas quentes da night que não vou saber te dizer. Eu gosto tanto de ver o povo cedo fazendo coisas, correndo, exercitando, seja no vento cortante ou no alto verão. Barcelona é pra ser aproveitada na rua.

Bom, agora é uma despedida de verdade. Eu encerro esse blog e essa feliz etapa da minha vida. Três meses depois de sair da cidade, eu sinto falta de um monte de coisa, de um monte de gente, de cheiros, sabores e cores. Barcelona é uma delícia, vale a pena pruma visita, prum sabático ou praquele mestrado/doutorado. Ou pra vida inteira, praqueles que se identificarem.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: